Iniciativas ousadas estão tomando conta do Líbano para construir a paz entre cristãos e muçulmanos na terra da árvore cedro. O Dr. Martin Accad fala sobre o programa On the Go do SAT-7 ARABIC sobre a iniciativa Pão e Sal, que visa promover a aceitação e a apreciação entre as duas religiões.

O programa On the Go do SAT-7 ARABIC, agora em sua segunda temporada, aborda o tópico de tolerância e aceitação, destacando notícias inovadoras do Oriente Médio e Norte da África (MENA). Em um episódio recente, o apresentador iemenita Ashraf Elsamey conversou com o Dr. Martin Accad sobre a iniciativa Pão e Sal.

Martin Accad é o Diretor Acadêmico do Seminário Teológico Batista Árabe (ABTS) no Líbano, responsável por esta iniciativa.

UM PROGRAMA ÚNICO UNINDO OS JOVENS

Pão e Sal é um programa único que reúne jovens cristãos e muçulmanos entre 14 e 17 anos que vivem no mesmo bairro. Apesar de vizinhos, não é incentivado em suas culturas dialogar sobre sua fé. No entanto, por meio desse projeto, esses jovens adultos são incentivados a se envolverem em um nível mais profundo, falar sobre suas diferentes crenças e quebrar estereótipos.

“O nome Pão e Sal reflete que compartilhar alimentos juntos cria um vínculo forte que nenhum fator externo pode quebrar”, compartilha a Accad no programa. “O principal princípio do diálogo é reconhecer que somos diferentes. As práticas religiosas separam as pessoas porque, por sua natureza, são exclusivas da outra que é de religião diferente.”

ALCANÇANDO AS BASES DA SOCIEDADE

O Dr. Accad explica como houve queixas de que as boas relações entre líderes da igreja e líderes religiosos não-cristãos não refletem na vida real os leigos. Portanto, tal iniciativa é vital para construir uma base para a paz e a abertura para com os outros, alcançando as bases da sociedade.

Na prática, o grupo cristão de jovens vai à mesquita na sexta-feira de manhã para observar as orações. Eles não participam, mas assistem e ouvem a mensagem. Da mesma forma, o jovem grupo de muçulmanos participa do culto da igreja no domingo, assiste seus colegas cristãos orarem e ouve o sermão. Tudo isso é feito com a colaboração e o acordo dos líderes da mesquita e igreja.

A PAZ VEM DE RELACIONAMENTOS PESSOAIS

Religião e fé estão no cerne da cultura árabe. Elas não podem ser ignoradas ou alinhadas em nenhuma iniciativa social para a paz.

“A base da paz vem dos relacionamentos pessoais”, diz Accad. O objetivo da iniciativa é criar relações pessoais e amizades entre os jovens. Isso não resolve as diferenças, mas as destaca. Através da arte do diálogo, esses jovens aprendem a respeitar e tolerar o outro”, explica Accad. “Este é o segredo de uma sociedade pacífica.”