Com a economia e a moeda do Líbano em queda livre, as famílias que perderam tudo estão trocando tudo o que possuem para tentar alimentar seus filhos. No programa You Are Not Alone (Você não está sozinho), do canal SAT-7 ARABIC, imagens de geladeiras vazias e a história de um pai desesperado, porém digno, crescem a um clamor: unam-se em oração pelo Líbano.

O pai libanês Toni Fares tem uma mensagem para sua filha de três anos. “Se eu vendesse tudo na minha casa e não restasse nada, eu estaria pronto para vender uma parte do meu corpo se isso significasse que você poderia viver”, diz ele. Fares perdeu o emprego de motorista de táxi no início da pandemia e, mesmo trabalhando em dois empregos, sua família não come carne há seis meses. Todos os dias, eles vivem da mesma coisa: batatas e ovos.

Perguntado se ele abrirá a geladeira, Fares não pode fazê-lo. “Eu ainda tenho dignidade”, diz ele. “Você não verá nada além de um saco de pão e algumas garrafas de água”. Como os cortes centrais de energia aumentam cada vez mais, e Fares não pode mais operar um gerador, a geladeira geralmente fica desligada de qualquer maneira. “Eu me sinto inútil”, diz ele. “Não consigo olhar nos olhos da minha mãe; os olhos da minha irmã, os olhos da minha filha. O que mais dói, diz ele, é o impacto em sua filha. Fares não a tira de casa por medo de que ela peça algo que ele não pode pagar. Ele já teve que vender seu amado balanço, e a máquina de lavar roupa da família, para comprar comida.

A situação de Fares é o novo normal para muitas famílias no Líbano, onde o coronavírus aguçou a crise econômica que levou os manifestantes às ruas no ano passado.

“É trágico ver minha terra natal descendo novamente na escuridão, no caos econômico e político. As pessoas estão morrendo de fome. Há escassez de medicamentos e não há apoio à eletricidade e à seguridade social. A moeda despencou, deixando mesmo aqueles que têm empregos incapazes de pagar suas despesas mensais. O país está tomado pelo desespero”, diz Rita El-Mounayer, CEO da SAT-7.

O episódio de Você não está sozinho, que dá abertura à voz de Fares, começa com imagens de geladeiras vazias nas casas libanesas. “Foram tiradas em casas onde a fome e a dor são os novos companheiros de quarto do povo libanês”, diz a apresentadora Sirene Sermidjian. “As pessoas que costumavam ter uma vida decente agora são consideradas empobrecidas. Alguns libaneses agora descrevem a carne como um sonho.”

O episódio também destaca as postagens nas redes sociais nas quais os pais tentam trocar os itens domésticos mais básicos – xícaras, sapatos, roupas, cadeiras – em troca de comida, leite em pó e fraldas. Um vídeo de partir o coração também mostra uma mulher grávida e seu marido forçados a procurar comida nas lixeiras.

“Será preciso um milagre do Senhor”

Enquanto os efeitos econômicos da pandemia se desdobram, é provável que haja mais dores no Líbano e no Oriente Médio e Norte da África como um todo. Respondendo à crise do preço do petróleo, o FMI projetou recentemente que a economia da região encolherá 4,7% até o final de 2020. Em todo o mundo, a ONU estima que 132 milhões de pessoas serão levadas à fome crônica.

Nesta quarta-feira, a SAT-7 se juntará a um movimento de oração nacional para elevar o Líbano a Deus.

“Embora a SAT-7 continue sendo uma plataforma para as pessoas expressarem suas preocupações e para os líderes da igreja compartilharem suas orações, será realmente necessário um milagre do Senhor para mudar a situação no Líbano. Por favor, junte-se a nós e às igrejas do Líbano em 15 de julho para orar pelo Líbano para que Deus demonstre seu amor e misericórdia ao seu povo”, diz El-Mounayer.