Vinte e quatro horas após a explosão mortal que devastou Beirute, o canal SAT-7 ÁRABE transmitiu um programa ao vivo para apoiar sua cidade em sua dor, questionamento e busca de esperança. Do estúdio da SAT-7 do Líbano, três líderes religiosos oferecem apoio espiritual para ajudar as pessoas atingidas por múltiplas ondas de adversidade a se animarem e seguirem em frente.

“O que estamos vendo hoje é diferente de tudo que vimos ontem ou veremos amanhã. Há vidros nas ruas e lágrimas nos olhos das pessoas. Existem perdas pessoais e materiais que não podem ser contadas. Mas Deus pode nos unir por meio da fé”, disse o apresentador Saeed Melki, apresentando o programa de 90 minutos.

Líbano: Pain and Hope (Dor e Esperança) foi ao ar quando os últimos relatórios mostraram um número de mortos de pelo menos 137, com mais de 5.000 feridos e hospitais lotados. O programa veio do estúdio de Beirute da SAT-7, que fica a cerca de 10 km do local da explosão e sofreu pequenos danos. Embora todos os funcionários da SAT-7 estejam bem, quase todos sofreram danos em suas casas.

No programa, o pastor Hikmat Kashouh da Igreja da Ressureição em Beirute e o Dr. Nabil Costa, secretário-geral da Associação de Escolas Evangélicas, discutem como as pessoas são afetadas, a resposta da igreja e como podemos encontrar esperança em meio à escuridão. O programa inclui uma reportagem com vistas aéreas e da rua de Beirute, bem como um vídeo da Escola Batista de Beirute, que sofreu danos enquanto 12 funcionários estavam dentro.

O pastor Kashouh compartilha algumas das coisas que as pessoas disseram a ele nas últimas 24 horas. “’Estou arrasado’. ‘Não sei onde meu filho está’. ‘Meu marido não está em casa’. ‘O que vou fazer?’” Questionado sobre como ele responde a alguém que perdeu tudo, ele disse: “Jesus clamou por Jerusalém. E hoje, Jesus chora pelo Líbano também. Somos um só sangue hoje depois do que aconteceu ontem. Somos filhos da esperança. Nossa cidadania está no céu. Eu estou primeiro em Cristo, antes de qualquer lugar terrestre, estou em Cristo.” Ele incentiva os espectadores a olhar para trás, para a Igreja primitiva, que perdeu amigos e lares, mas se reuniu e se consolou em sua nova identidade em Jesus.

Os três convidados discutem como as pessoas estão tentando entender isso, perguntando por que Deus permitiu que isso acontecesse e onde reside a responsabilidade pela explosão. Questionando o papel da Igreja em uma crise como a explosão, eles perguntam se o papel da igreja deveria ser maior.

“A Igreja faz parte da sociedade. Devemos estar perto da dor e da tristeza do povo. Devemos ser um meio de encorajá-los e confortá-los”, compartilha o arcebispo maronita Paul Nabil Al-Sayah por meio de uma entrevista pelo Skype.

Os líderes da igreja descrevem como todas as igrejas (maronitas, evangélicas e ortodoxas) estão se mobilizando, algumas trabalhando juntas, para cuidar das necessidades físicas e psicológicas das pessoas. “O Arab Baptist Theological Seminary tem 16 dormitórios”, diz o Dr. Costa. “Minha esperança é sua casa, para todos os feridos. Os quartos também estão abertos para refugiados.”

“A responsabilidade da Igreja e da pessoa é estar perto do outro. O cristão deve estar presente. Sabemos o significado de nossa mensagem cristã”, continua o arcebispo maronita. Ele explica que dor é dor quer as pessoas estejam perto de Deus ou não, sejam elas cristãs ou não, exortando a que a igreja esteja perto de todas as pessoas e de suas necessidades. “A oração é também um tipo de presença. Vamos voltar para Deus, para falar com Deus e ouvir a Deus, até que nossa vida seja uma imagem de Deus. Deus é quem nos dá esperança e força.”

“É meu papel fazer parte deste mundo”, acrescenta Kashouh. “É dever da igreja levantar a voz em momentos como este. A vida é maior que a morte. A luz é maior do que a escuridão. Cristo não disse para falar a luz do mundo, ele disse que você é a luz do mundo.”

O Rev. Kashouh fecha o programa com uma oração por todos aqueles que estão sofrendo no Líbano agora e por todos que assistem ao programa, para que o Espírito Santo lhes dê conforto espiritual e cura.

“Se você tirar um ponto disso, que seja esperança. Nossos corações estão com você. Nossas mentes estão com você. De coração, oro pela segurança de Beirute”, conclui Melki.

Por favor ore

A explosão abalou uma cidade que já enfrentava múltiplas crises, com crises econômicas causando fome em centenas de milhares de famílias, aprofundando a turbulência política e aumentando os casos da COVID-19.

“Realmente precisamos de muita oração para que o Líbano seja capaz de se levantar e seguir em frente. Estamos nos concentrando agora no que podemos produzir para ajudar e encorajar as pessoas e olhar para Deus. Precisamos de um milagre para continuar neste pequeno país”, disse Maroun Bou Rached, Diretor Executivo da SAT-7 no Líbano.

Pontos de oração

  • Ore pelo Líbano, pelos feridos e por aqueles que perderam familiares. Ore para que eles experimentem a misericórdia, conforto e cura de Deus.
  • Ore pelos 300.000 residentes de Beirute que perderam suas casas devido à explosão destrutiva, para que encontrem provisão e apoio nas igrejas que estão buscando ajudar.
  • Ore pela misericórdia de Deus no Líbano, que já passou por tanta devastação este ano que veremos as coisas mudarem em breve.
  • Agradeça a Deus pela mobilização de tantas organizações e países ao redor do mundo que estão estendendo a mão e enviando ajuda médica e suprimentos.