Quando o maior campo de migrantes da Grécia pegou fogo no dia 9 de setembro, os cristãos afegãos e iranianos que viviam no campo usaram seus próprios fundos escassos para comprar e distribuir provisões de emergência. A história deles é contada no programa Secret of Life (O Segredo da Vida), um programa mostrado no canal SAT-7 PARS, que também levou os telespectadores afegãos a orar pelos afetados.

Yaser, um cristão afegão que visitava regularmente o acampamento Moria na ilha de Lesbos, conta ao Secret of Life Life (O Segredo da Vida) como os novos cristãos preparavam e levavam comida para aqueles que conheciam antes de um programa completo das Nações Unidas estar em vigor.

“Queridos amigos que são novos convertidos, que chegaram à fé no acampamento, estavam fazendo este ministério,” Yaser disse ao pastor Shoaib, o apresentador do programa no idioma Dari. “Eles estavam usando seu próprio dinheiro, o pouco dinheiro de ajuda que recebiam do governo (grego) para ajudar dessa forma. Agradeça a Deus pelo coração que ele deu a eles.”

Yaser comenta sobre como a destruição do campo significa que as condições de vida para os 13.000 refugiados e migrantes de Moria tornaram-se ainda mais difíceis, no momento da transmissão, a maioria estava dormindo ao ar livre. Mas ele acrescenta que, “Com o Senhor em seus corações, os cristãos têm mais paz do que os outros”.

Estima-se que 70% dos residentes de Moria sejam afegãos, e Shoaib lidera seus colegas espectadores de seu programa no idioma Dari ao orar por eles. Na sessão de ensino bíblico do programa, ele explica que a oferta de sacrifício pelos novos cristãos do campo de Moria exemplifica o ensino de Jesus de que seus seguidores devem ser o “sal da terra e luz do mundo” (Mt 5:13-16)

Secret of Life (O Segredo da Vida) é um programa semanal ao vivo para telespectadores afegãos, produzido pelo parceiro de mídia da SAT-7, Pamir Ministries. Episódios recentes também destacaram questões de racismo e discriminação, bem como as últimas negociações de paz no Afeganistão. Como as primeiras negociações de paz do governo com do Talibã em 19 anos começaram recentemente, o último episódio expressa as esperanças dos cristãos afegãos para o processo.

“A reação entre nós, seguidores de Jesus Cristo, é que sempre defendemos a paz e a tranquilidade”, diz o pastor Shoaib. “Esperamos que, como resultado dessas negociações, haja um cessar-fogo e que todos os afegãos tenham o direito de escolher livremente sua crença ou religião, que cada afegão seja capaz de escolher sua fé ou estilo de vida.”