À medida que as escolas reabrem em diferentes formatos em meio ao aumento dos casos de COVID-19 em muitos países, as famílias do Oriente Médio estão enfrentando um início de ano escolar difícil. Em uma região onde muitos já enfrentaram barreiras para frequentar a escola, SAT-7 ACADEMY é uma linha de apoio, ajudando a preencher lacunas na educação primária e entre pais, filhos e professores.

“Começamos a escola online, mas tenho problemas de Internet em casa durante as aulas. Eu também tenho muitos deveres de casa depois do horário escolar”, diz Sandra, uma telespectadora do Kuwait, no SAT-7 KIDS. Theresa também conta que acha difícil o aprendizado virtual. “Perdemos o contato direto com meu professor. Eu esperava voltar à escola para me comunicar com eles”, diz ela.

Como em escolas e famílias em todo o mundo, os alunos do Oriente Médio e do Norte da África (MENA) estão tendo que se adaptar rapidamente a novas formas de aprendizagem, com muitas escolas totalmente online ou oferecendo aprendizagem combinada, em que cada classe atende pessoalmente por apenas dois dias por semana. À medida que os casos de COVID-19 aumentam, alguns pais temem o encerramento de longo prazo da aprendizagem presencial.

Mas muitas famílias na região estão tendo que enfrentar essas mudanças enquanto vivem com pobreza enraizada, crise econômica ou falta de tecnologia para ter acesso à escola. Na pior dessas situações, o efeito combinado dessas condições pode levar as crianças ao desespero. Outros alunos enfrentam cortes de energia que atrapalham seu aprendizado, acesso limitado à Internet e altos níveis de estresse familiar.

O canal SAT-7 ACADEMY tem oferecido ensino à distância em idioma árabe pela televisão por satélite e online durante a pandemia, tendo sido pioneira em fornecer programas de educação primária em literatura, matemática, ciências e línguas estrangeiras para crianças no Oriente Médio e Norte da África por vários anos. “A ideia da Minha Escola veio como uma solução para ajudar crianças deslocadas no Oriente Médio que estavam perdendo escola, a fim de ajudar a recuperar o que elas perdiam através dos canais do SAT-7”, disse Juliana Sfeir, Gerente de marca do SAT-7 ACADEMY. Desde o início da pandemia, a audiência do SAT-7 ACADEMY aumentou 330 por cento, demonstrando o aumento da necessidade desse suporte.

Espaço para conversar

Em resposta aos medos e perguntas que muitas famílias têm sobre o novo ano escolar, a secretaria da educação também está fornecendo suporte especializado adicional para pais e alunos. O programa de aconselhamento parental The Coach (O Treinador) recebeu ligações ao vivo sobre aprendizagem virtual em um episódio recente, permitindo que os pais se expressassem e recebessem conselhos. Alguns compartilharam suas preocupações sobre problemas de conectividade e falta de interação com os professores, enquanto os pais trabalhadores expressaram preocupação em deixar seus filhos sozinhos em casa com um laptop ou iPad.

Ihab Maged, conselheiro e apresentador do The Coach (O Conselheiro), ajudou a aliviar algumas preocupações, enfatizando alguns benefícios da aprendizagem virtual, que está incentivando mais alunos na região a serem alunos ativos. “O aprendizado virtual pode ser um processo ininterrupto. A informação está disponível o tempo todo para estudar e revisar, mas na escola a informação só é mencionada uma vez na aula. Os alunos podem estudar no melhor momento de sua concentração”, afirma.

Maged também orientou os pais sobre a melhor forma de sustentar seus filhos. “Esta é uma era revolucionária, e os pais devem se adaptar o mais rápido possível para ajudar seus filhos a buscar mais educação, em vez de alunos passivos. O papel dos pais agora é orientar seus filhos, não monitorá-los enquanto aguardam as notas”, explicou.

O programa de apoio educacional Follow Up (Acompanhamento) também tranquilizou os pais, dando-lhes uma janela de como os professores estão adaptando seus métodos. Joseph Nakhla, um especialista em TI que falou sobre o programa, disse que o aprendizado online criou uma relação direta entre professor e aluno que é nova para os sistemas de educação no Oriente Médio e Norte da África. No programa Expert Advice (Conselho de profissional), que foi criado especificamente para apoiar os pais durante a pandemia, os professores concordaram. “O aprendizado virtual nos levou a revisitar o currículo que estávamos ensinando”, diz a professora Scarlet Sarraf Tohme. “Nossa missão como professores é construir uma geração futura tolerante, cooperativa e aberta. A educação neste século deve ir muito além de fornecer informações aos alunos”.

“Eu não tenho mais medo”

Enquanto isso, a apresentadora Marianne Awaraji atendia às necessidades dos espectadores mais jovens do SAT-7 KIDS no Hello Marianne (Olá Marianne). Ela incentivou as crianças a aprenderem em casa a limitar o tempo de uso de outras telas, praticar esportes e se reunir com segurança com seus amigos em pequenos grupos para ajudar em seu bem-estar emocional e psicológico. “Não tenha medo, apenas faça o que você precisa fazer, como lavar as mãos e manter o distanciamento social”, disse ela.

Steven, um espectador do programa, ligou para dizer: “No primeiro dia de aula eu estava preocupado em ir e usar uma máscara, e com um pouco de medo que os outros não tomassem precauções. Mas depois de algum tempo, me acostumei e não tenho mais medo.” Outro telespectador, Abdel Hakk, também ligou. “Estou com um pouco de medo de voltar para a escola por causa do coronavírus. Mas é preciso ter fé e tomar todos os cuidados”, afirma.