“O amor dá vida. O amor deve trazer alegria e esperança”, compartilha Kanivar Bakir, conduzindo um especial de dois episódios no programa Homemade, do canal SAT-7 TURCO. Pedindo aos espectadores que repensem sua compreensão do amor, os apresentadores exploram o amor de Deus e como ele afeta todos os aspectos de nossos relacionamentos. Falando para uma região onde o abuso doméstico é prevalente, o programa também ajuda os espectadores a ver “o que o amor não é”.

Como o povo turco está sendo bombardeado por uma série de notícias preocupantes da mídia sobre a pandemia e o declínio da economia, os episódios de Homemade os incentivam a priorizar o amor e a paz de Deus em suas vidas. “Deixe o amor nos tirar da monotonia do lockdown e do isolamento”, diz a apresentadora Şemsa Deniz Bakir ao dar as boas-vindas aos espectadores do programa. “Deus é amor. Ele quer que nos amemos, amemos uns aos outros e amemos a natureza e os animais”, acrescenta ela.

Destacando que as pessoas foram criadas à imagem de Deus (Gênesis 1.27), o episódio explora como Deus pode nos transformar. “Quando acreditamos em Deus, seu amor é derramado em nossas vidas por meio do Espírito Santo”, disse Kanivar Bakir, marido de Şemsa e convidado do programa. “Seu amor não é temporário ou condicional, como o amor do mundo. O amor de Deus não pode ser tirado de nós; isso abre nossos olhos e então começamos a amar de forma diferente.”

No entanto, “Assim como a fé sem obras está morta (Tiago 2.17), o amor sem ação está morto”, adverte o co-apresentador Ilknur Bay Firat. Kanivar concorda: “Se eu digo que amo a Deus, minha esposa, minha igreja, meus amigos ou a natureza, você deve ser capaz de ver e sentir esse amor. Se alguém continua dizendo que ama você, mas não demonstra isso em suas ações, então há algo faltando.”

“O amor não mata e não é violento”

Este enfoque fala sobre o problema predominante de violência doméstica e feminicídio na Turquia, onde pelo menos 300 mulheres foram mortas por parentes ou ex-parceiros do sexo masculino em 2020. Falando neste contexto, Kanivar distingue entre o que é amor e o que não é. “Amor não é propriedade de seu parceiro; não é controlador ou ciumento. Em nosso país, vemos feminicídio e violência doméstica cometidos em nome do “amor”. Mas o amor não mata. Não bate, não soca e não grita. O amor verdadeiro não pode causar dor deliberadamente. O amor busca uma solução para um problema, assume responsabilidade e gera confiança.”

“O amor pode mudar uma sociedade”, acrescenta Şemsa, descrevendo a diferença que faz quando uma criança cresce com o amor de Deus e sua Palavra em uma família amorosa. “Isso ajuda a criança a crescer e ser um membro benéfico para a sociedade. Dessa forma, todos ficaremos melhores e podemos parar de falar sobre a violência contra as mulheres porque ela não existirá mais. Podemos parar de falar sobre assassinatos, porque não haverá assassinatos.

Compartilhando o Evangelho com os telespectadores, Kanivar acrescenta: “Nós amamos porque Deus nos amou primeiro. Jesus levou nosso pecado e morreu na cruz por nós como a demonstração definitiva do amor de Deus por nós. Como a Bíblia diz, ‘Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos’”. Um espectador comenta em resposta: “Nenhum pecado é maior do que o sangue que Jesus Cristo derramou por nós”.

Kanivar conclui com um desafio final para o povo turco: “Quem ama a Deus deve amar seu próximo, este é um mandamento que recebemos de Jesus”.