Já se passaram dez anos desde o início da violência na Síria, que começou quando um grande conflito estourou em 15 de março de 2011, após protestos que fizeram parte da ampla “Primavera Árabe”. Um episódio recente do programa You are Not Alone (Você Não Está Sozinho) da SAT-7 lembrou aos telespectadores que a violência e o deslocamento vividos pelos sírios continuam graves e que os mais vulneráveis ​​continuam a sofrer mais.

O bebê Tayyem nasceu com um tipo de hérnia que lhe causou problemas respiratórios e dores intensas. Quando sua mãe falou com Sirene Semerdjian, produtora e apresentadora de You Are Not Alone, Tayyem, de duas semanas, não conseguia comer nem dormir, e sua pele começou a ficar azulada. Um médico avisou que o recém-nascido precisava de intervenção cirúrgica imediata, mas no campo de refugiados onde vivem em Arsal, no Líbano, seus pais não tiveram acesso a uma cirurgia ou dinheiro para viajar para um hospital.

Como Sirene tinha um contato no campo de refugiados, ela ouviu sobre a condição de Tayyem. “Eu não conseguia parar de pensar no bebê”, diz ela. “Olhei para o meu filho e pensei em como eu faria qualquer coisa para curar o meu bebê se ele estivesse resfriado. Mas o que os pais desse bebê poderiam fazer? Eles não tinham como sair do acampamento.”

Sirene imediatamente fez ligações para encontrar ajuda médica e quando ela descreveu os sintomas de Tayyem para um médico, ela foi informada que ele poderia ter apenas algumas horas de vida. “Combinei para que a família viesse imediatamente a Beirute para a cirurgia e não perdesse tempo”, diz ela.

Durante a viagem de cinco horas do campo de refugiados até o hospital, a mãe de Tayyem, Doaa, o acordava periodicamente para se certificar de que ele ainda estava vivo. “Este foi um dia muito difícil para mim. Eu senti que parecia um ano inteiro. O tempo passou tão devagar naquele dia”, diz ela.

Felizmente, a cirurgia foi bem-sucedida e Tayyem conseguiu respirar e se alimentar normalmente. Em seguida, You Are Not Alone viajou para o campo de refugiados para filmar com a família, que compartilhou que, de maneira dolorosa, já havia perdido um filho no passado.

“Saímos da Síria em 2012 e fomos para o Líbano”, diz Doaa. “Tenho cinco filhos e perdi um. Até hoje não consigo esquecê-lo. Tenho medo de que algo aconteça a qualquer um dos meus outros filhos. Depois que eles voltam da escola, eu não os deixo sair da tenda. Daríamos nossas próprias vidas por Tayyem”, diz ela.

“Os refugiados sírios podem ficar muito isolados. Às vezes, não há literalmente ninguém para ajudá-los”, diz Sirene. “A mão de Deus estava trabalhando em tudo isso. Ele estava nos guiando por todo o caminho.” Ela explica que o momento não poderia ter sido mais crucial, pois apenas alguns dias depois, os hospitais pararam de admitir pacientes devido a uma crise de saúde causada pelo aumento da COVID-19.

“Quando nos contataram, tudo em que pensávamos era em salvar a criança. O programa fez jus ao título, You are Not Alone, mostrando como Deus nos usa para ajudar uns aos outros quando precisamos”, diz Sirene.